Contato

jklws@hotmail.com

2012年11月26日星期一

CINCO ANOS SE PASSARAM


Ontem estávamos eu, Fernando Toro e Giovanni Porpetta fazendo alguns ajustes na edição de "Os Juventinos voltaram" quando veio lembrança de que exatamente na data de ontem, 25 de novembro, comemorávamos o aniversário de 05 anos de um dos jogos mais emblemáticos da história do Clube Atlético Juventus. Um jogo absurdo, inacreditável, emocionante, que rendeu ao time a glória de disputar a Copa do Brasil em 2008, de onde não fomos eliminados antes de aprontar uma Travessura "daquelas" frente ao Coruripe.

CAMPEONE
A Copa Federação Paulista é um campeonato que embora rejeitado por boa parte dos clubes e até mesmo dos torcedores, garante ao campeão uma importantíssima vaga para a disputa da Copa do Brasil. No ano de 2007 existia algo ainda mais emblemático, o fato de o campeonato ter tido seu nome alterado para "Copa Heróis de 1932" trouxe uma conexão imediata entre o torneio e o Juventus, time operário, time de revolução. Tinha que ser nosso, estava escrito.  

O Juventus fez uma campanha excelente e chegou a fase final como uma das melhores campanhas, o que lhe garantia uma série de vantagens para a disputa dos mata a mata. O time ia avançando adversário por adversários e chegou na semi final frente ao Mogi Mirim. Não deu nem graça e avançamos sem grandes problemas até a grande decisão.

A disputa final era contra a Linense, time do temido atacante Fausto que por diversos anos chegou a conquistar o status de "artilheiro do Brasil". Sabíamos a conquista seria difícil, mas não imaginávamos o quanto.

A primeira partida foi jogada na quente e distante cidade de Lins, uma pequena parte da torcida acompanhou no estádio a vitória Juventina na primeira partida da decisão. A taça era quase nossa.



A finalíssima foi uma festa nunca antes vista no bairro da Mooca, tão grande a ponto de virar um documentário exibido em diversas salas de cinema da Capital Paulista.
O Juventus, que tinha a vantagem de poder perder por um gol de diferença devido a melhor campanha na competição, saiu na frente com um golaço de fora da área, más, após perder um penal, viu a aguerrida equipe de Lins virar o marcador e trazer um pouco de tensão para a lotada e pulsante Rua Javari.

O relógio marcava exatos 45 minutos e 28 segundos da segunda etapa e o título estava praticamente assegurado. Ataque do Linense, preocupação, tensão, medo, e de repente um silêncio assustador seguido de um apito agudo. Era pênalti para os visitantes, não era possível! O título estava escapando e em Casa Nostra.

O que aconteceu a partir de então não existem palavras para descrever, é necessário ver para crer. JUVENTUS CAMPEÃO, ACREDITEM.



O próximo vídeo mostra exatamente a mesma coisa porém visto de outro angulo, de dentro da Torcida do Linense. 

E COMO PRÊMIO, A COPA DO BRASIL.
O título da Copa Paulista deu ao Juventus o direito de disputar a Copa do Brasil de 2008, competição em que não fomos muito longe, mas não abandonamos a disputa antes de aprontar uma Travessura gigantesca, daquelas que ficam marcadas na história de qualquer torcedor juventino.

Comandados pelos veteranos Vampeta, Fernando Diniz e Alan Delon, o Juventus levou uma goleada do pequeno Corurupe, time de Alagoas que surpreendia e praticamente despachava o Juve, logo na primeira partida. 

Mas obviamente a Travessura veio a tona e no jogo de volta, em mais uma quarta feira no medíocre horário de sempre, alguns poucos felizardos acompanharam uma das maiores viradas da história do mata mata em todo o mundo.

沒有留言: